A AGÊNCIA HAPPY HOUSE FOI CRIADA NO ANO DE 2000 PELA PROFISSIONAL ANALISA DE MEDEIROS BRUM.

ALÉM DE DIRIGIR A AGÊNCIA, ANALISA É RESPONSÁVEL PELOS ESFORÇOS DE DIAGNÓSTICO E PELO PLANEJAMENTO DE PROCESSOS DE COMUNICAÇÃO INTERNA E ENDOMARKETING.

Perguntas – Profissionais da área:

1 – Qual a sua dica para o profissional de relações públicas que está ingressando no mercado de trabalho agora?

Primeiro, é importante buscar um posicionamento profissional. Isso significa a pessoa pensar e decidir sobre como deseja ser percebida pelo mercado de trabalho. Isso inclui decidir, também, qual a área da comunicação à qual a pessoa pretende se dedicar. Muito cedo, decidi que queria ser conhecida e reconhecida como uma profissional especialista em Endomarketing. A partir daí, não houve um único dia da minha vida que não tenha me dedicado a isso. Depois que você se posiciona, tem que trabalhar todos os dias para que esse posicionamento se torne uma realidade. Segundo, buscar onde estão os profissionais que são referência na área escolhida e procurar trabalhar próximo deles para aprender não apenas tecnicamente, mas em nível de comportamento, pois hoje tudo é relacionamento. Terceiro, independente da área escolhida e de estudar e trabalhar para ser um especialista no assunto, tem que buscar conhecimento em todas as áreas da comunicação. Um bom RP tem que saber escrever como um jornalista e entender de propaganda como um publicitário, além de navegar no mundo digital e falar inglês. Esses conhecimentos são decisivos hoje.

2 – Como você vê a profissão de relações públicas no mercado atual?

Trabalho para mais de 30 empresas diferentes neste momento, todas grandes marcas nacionais e internacionais. Não vejo as empresas buscando ou contratando profissionais de RP. O que vejo são empresas buscando profissionais de Comunicação, independente de qual seja a sua especialização. Por isso, entendo que um RP precisa entender de comunicação de forma ampla e específica ao mesmo tempo. Somente assim ele chegará a dirigir uma área de Comunicação Corporativa. O mercado está em busca de bons profissionais de Comunicação, que pensem e atuem de forma estratégica. Com a mudança que houve na mídia e no mercado da comunicação, em função de toda a revolução digital, penso que os profissionais de comunicação ganharam ainda mais importância, pois as empresas precisam de quem defina e execute a estratégia de relacionamento com seus públicos. Para a HappyHouse, agência que dirijo, busco profissionais de comunicação com habilidades para a função que ele vai ocupar. Para mim, não faz muita diferença se ele é RP ou Publicitário. No caso da área editorial, é mais específico. Para a área editorial, busco que sejam jornalistas. Mas para as áreas de Atendimento, Criação, Estúdio ou Produção, pode ser qualquer área da comunicação, desde que possua experiência e habilidade naquilo que a agência precisa.

3 – Na sua opinião o que o profissional de relações públicas precisa para se destacar dentro do mercado?

Um profissional de RP precisa de tudo o que coloquei acima, mas principalmente de disciplina. Não adianta ser inteligente, fazer vários cursos, ser digital, falar outros idiomas, mas não ser disciplinado. O mercado quer profissionais que “entreguem”, que se engajem nas mudanças, que participem dos processos de transformação, que se comportem como donos da empresa. Entrega é muito importante. E a entrega somente acontece se o profissional tiver disciplina. A dedicação a uma empresa também é importante. Ninguém chega à Diretor, trocando de empresa a cada dois anos. É preciso investir na empresa em que se está.

ENTREVISTA EM QUESTIONÁRIO COM PROFISSIONAL DE RELAÇÕES PÚBLICAS ANALISA DE MEDEIROS BRUM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *